Professoras para toda a vida

Professoras para toda a vida

Carrego comigo um privilégio: tenho professoras para toda a vida, dentro de mim, em meu DNA social, em meu caráter, na minha existência enquanto cidadão. Quando falo em professor/professora é sempre com o coração apertadinho. Agora mesmo, ao escrever essas poucas linhas, lágrimas de alegria, saudade e indignação me veem aos olhos. Costumo sempre dizer… Continue lendo Professoras para toda a vida

Uma agenda nefanda

Uma agenda nefanda

Desde o início das hostilidades promovidas pelos setores mais reacionários da direita neonazifascista no Brasil, que vivemos sob uma agenda nefanda imposta por políticos comprometidos com o retrocesso social e a devolução do país à uma oligarquia sociopata. Tais como “soldados do obscurantismo” algumas figuras surgiram do nada como se materializadas por algum passe de… Continue lendo Uma agenda nefanda

Vereador Eric Lins: nasce um censor!

Vereador Eric Lins: nasce um censor!

Recentemente Uruguaiana foi atingida por um reflexo da postura ultraconservadora e reacionária do Movimento Brasil Livre – MBL – quando, em Porto Alegre e São Paulo (e mais recentemente no Rio de Janeiro, em conluio com o movimento evangélico) seus membros e simpatizantes articularam para que o Museu de Arte Moderna (MAM) cancelasse a exposição… Continue lendo Vereador Eric Lins: nasce um censor!

Fim de noite com o Barão

Concluindo o dia (esse post deveria ter sido postado pela manhã) nada melhor que ler o bom humor do nosso querido Barão de Itararé (ou Apparício Torelly, seu verdadeiro nome), um brasileiro notável que foi jornalista, escritor e pioneiro no humorismo político brasileiro. “Quando pobre come frango, um dos dois está doente” “Quem empresta, adeus…”… Continue lendo Fim de noite com o Barão

Yedda Christina Ching-san Filizzola

Yedda Christina Ching-san Filizzola

Esse é o nome de uma juiza de direito do estado do Rio de Janeiro que deu voz de prisão a um homem pobre e negro que estava parado em frente ao forum, pois recem havia saido da Defensoria Pública que fica no mesmo prédio.

Esse episódio nojento, que causa asco a todos aqueles cidadãos e cidadãs de boa índole e que tem apreço pelo Direito e pela Justiça, foi registrado pela Defensora Pública Drª Mariana Campos de Lima, que tentou dissuadir a magistrada descompassada, e mesmo assim o cidadão, que nada devia a justiça, não era criminoso procurado e que estava em pleno exercício de seu direito de ir e vir, foi algemado e levado preso, tendo passado 24 horas na cadeia.

É por essas e outras, querido leitor e leitora, que os brasileiros mais e mais desacreditam no judiciário.

Estamos vivendo uma crise que é institucional dentro do Poder Judiciário em todas as esferas: a má qualidade e o despreparo técnico e emocional de nossos juizes.

Esse caso não é um caso isolado, pois assim ocorreu com o episódio daquele juiz que deu carteirada numa agente de trânsito no Rio de Janeiro que o havia parado numa blitz. Na época, o juiz conduzia sem carteira de habilitação um veículo ainda sem placa.

Logo é assim que o Brasil está andando. É nesse descompasso que nosso país vai aos poucos afundando em um lamaçal de servidores públicos sem equilíbrio, sem preparo e muitos desprovidos sequer de condições psíquicas para agir dentro da máquina estatal.

A Drª Yedda Christina Ching-san Filizzola agiu mal, e agiu mal duplamente pois, segundo a defensora, a mesma chegou a tentar impedir a veiculação do vídeo no qual foi flagrada em um ato de ululante arbitrariedade e truculência.

Aqui, todavia, vai postado o vídeo em sua íntegra, para que fique registrado e sirva de exemplo de como um magistrado NÃO deve agir.

Em tempo é preciso louvar a atuação humana, justa e destemida da querida colega Drª Mariana Campos de Lima, Defensora Pública do Estado do Rio de Janeiro, que não se curvou ou deixou-se intimidar com a fúria justiceira de uma servidora pública fora de controle.

O Temporal de Ideias – o seu blog diário! repudia com veemência a atitude da juíza de direito Yedda Christina Ching-san Filizzola!

Humilhação e truculência

Ontem passeando na praça do barão fui testemunha da abordagem da ROMU aos jovens adolescentes que lá se reuniam para se divertir. Vi e ouvi os policiais revistando a gurizada, que, imóveis e com as mãos na cabeça, passaram a ouvir sermão de um dos coordenadores desta milícia armada municipal. Fortemente armados com espingardas calibre… Continue lendo Humilhação e truculência

Falsa derrota

Falsa derrota

FALSA DERROTA O meu querido Grêmio, o amado Tricolor, ontem sofreu uma falsa derrota. O pênalti inexistente que foi pilantramente marcado pela arbitragem a favor do Bahia está sendo motivo de revolta em todos os jornais do país. Acredito que deveria haver anulação do gol e o resultado alterado. A soberania do árbitro em campo… Continue lendo Falsa derrota

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com